terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Cuidando melhor de sua "entrega"




Ainda não compreendo o prazer de sofrer que muitos tem.
O prazer em buscar a felicidade no sofrimento.
Buscar relações onde são colocados em terceiro, quarto, quinto plano. (rss)
A pessoa sofre, bate a cabeça na parede, quer morrer, busca viver essa euforia toda, perde o equilíbrio.
Vira aquela dramalhão, uma novela mexicana...
- Carlos Augusto, Dono de mim, se não me quiseres mais, mato-me aqui mesmo!
- maria mercedes, pare, levante a cabeça, faça por merecer que terás o meu consolo.
Gente, que loucura isto, né?
Antes eu via muitas subs perdendo o controle.... achava até aceitável, pq. por vezes, piramos mesmo, a coisa vai ficando tão intensa e a entrega e tudo.... que se não segurarmos a onda, se não aprendermos que antes de qualquer entrega, devemos ter O CONTROLE DE NÓS MESMOS, piramos.
Mas agora tá sendo comum "doms" perderem esse controle também e começarem a "viajar na maionese", a fantasiar e criar situações, se miram na tal Dominação Psicológica (que somente hoje entendo melhor sobre o assunto e agora sim acredito) que pode ser tão prazeirosa quanto perigosa, pois então... os "doms" tem confiado tanto na DP que se perdem.... se perdem por não serem doms, pelo menos eu não os considero, pq. acredito que um Dom é sereno, estuda os passos que dá, chega de mansinho e se faz presente, ele é totalmente controlado, equilibrado.

-Ah, mas eu quero viver como a mocinha da novela mexicana, não posso, não cabe em BDSM?
Pode, estou aprendendo que tudo pode, tudo é possível, mas é um jogo, pode-se jogar desde que saiba o que está fazendo, que seja realmente CONSENSUAL.
Vc. tem que em primeiro lugar, saber o que quer e assumir aquilo.
Segundo é ter o CONTROLE DE SI. Caramba, o que mais vejo são pessoas se entregando com menos de uma semana, sem saber nada um do outro, sem conhecer no real.... e já vem aquela "entrega profunda" do tipo:
-Dono e Senhor de mim, nesse tempo todo que estamos juntos (uma semana) pude perceber o quanto és importante p/ mim, o quanto te amo, não vivo mais sem o Sr. faça de mim o que quiser, ó Dono de mim.... Ao Senhor entrego minha vida, minha alma, meu corpo. Amo-te.

E o pior que a coitada entrega mesmo..... acredita que tem um Dono e vira as costas p/ própria vida, fica com a cabeça tranquila pq. pensa que agora tem um alguém cuidando dela, dos problemas, de tudo.
Ai que vontade dar um chacoalhão!!!!
ACORDA, CARAMBA!

A relação D/s existe sim, a entrega tbm, o cuidado, tudo.... mas é tão mais profundo do que muitos pensam viver.... é BURRICE o ser pensar que depois de se entregar está livre de problemas, que pode sentar, cruzar os braços que a vida "acontece".
O Dom é um ser humano como todos, que apenas tem o dom e o prazer de Dominar, de encaminhar uma pessoa que precisa de controles de regras, o Dom tem atitude, ele incentiva,encaminha, orienta, quem FAZ deve ser o submisso, por isso não pode faltar ao submisso, vontade, disposição, inteligência e controle de si.
Estou começando a entender o D/s como filosofia de vida também.

Sempre observando, aprendendo e crescendo.

Bjs
Annye



Um comentário:

SIR MAGNO disse...

Parabens enfatizou bem o assunto